28 de dez de 2009

Entregue seu fardo

28/12/2009


Quando você está em desespero, com problemas que lhe parecem não ter solução, Deus está observando suas tentativas de sair do poço. Ele não interfere enquanto vê que você tem recursos para salvar-se das tormentas que assolam sua vida.

Quando você já fez tudo, realmente tudo que podia fazer e ainda assim a tormenta não cessa, Ele se levanta do Seu Sagrado Trono e caminha em direcção a você.
Ele sabe quando você já não pode suportar um peso que foi além da sua capacidade de suporte, um peso que faz você ter vontade de sumir do mundo.

É nesse momento que Ele abre os braços, aninha seus cansaços e toma para Si a carga insuportável.

Coloque essa certeza em seu coração e descanse.
Durma sem levar consigo as preocupações que tinha, as ansiedades com o amanhã, o temor de ficar só em meio a uma multidão que ignorará seus tropeços.
Você nunca estará só!

Quando lhe parece que tudo está perdido, é bem nessa hora que Deus recolhe os problemas e providencia a melhor solução.

Quando você já não pode fazer mais nada, deixe que Ele o faça.
As preocupações, o medo, as inseguranças e a descrença são barreiras no caminho por onde Deus estará vindo para trazer-lhe o socorro e as providências do Universo.

Não é preciso orar, pedir, suplicar ou clamar por Ele:
Ele sabe quando Sua Sagrada Acção se faz necessária.
Apenas entregue-se ao Grande Poder do Divino Pai.

Antes de dormir diga-Lhe tão somente:
"Pai, já não consigo mais carregar este fardo e o entrego a Ti".

Depois descanse...e confie...e durma em Paz.

Ele estará em ação, e os problemas já não serão seus, mas DELE.

Confie em Deus.



Autora: Silvia Schmidt

25 de dez de 2009

Feliz Natal!

Vim pra ficar na tua casa

Eu vim ao mundo, numa noite fria e eis que nasci em uma pobre manjedoura pois não havia lugar para mim na hospedaria.
Mesmo diante das circunstâncias que o mundo me ofereceu, recebi um profundo amor de Maria e José meus pais, que antes de meu nascimento prepararam tudo para a minha chegada.

O tempo foi passando e eu fui crescendo em sabedoria e humildade, e fiz a minha opção em buscar as coisas do Pai.

Em virtude desta minha escolha vieram muitas coisas boas, realizei curas, milagres, prodígios, com isso muitas pessoas mudaram de vida, se converteram, passaram a crer em Deus e suas vidas se modificaram. Mas ao aceitar os planos do Criador em minha história, apareceram as dificuldades, tribulações e sofrimentos que me levaram a morte de Cruz.

Apesar de tudo o que passei, se fosse necessário faria tudo novamente, pois o Pai jamais me abandonou, e me ensinou que o significado do amor está em dar a vida por amor ao próximo, e é perdendo que se ganha a eternidade.

E esta é minha história que se comemora a todo ano, recordando o menino que veio salvar o que estava perdido.
Você pode se tomar um Salvador de Almas, acolhendo a estas palavras e deixando que eu entre em seu coração “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo“Ap 3,20.

“Não temas; de agora em diante serás pescador de homens” Lc 5,10.


Um Santo Natal e que Jesus abençoe você e sua família...

21 de dez de 2009

Está chegando o Natal!

" E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem. João 1:51 "

14 de dez de 2009

Confie...







Confie...

As coisas acontecem na hora certa.
Exatamente quando devem acontecer!

Momentos felizes, louve a Deus.
Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Cada momento, agradeça a Deus.

10 de dez de 2009

Versículo do dia


Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A oração de um justo pode muito em seus efeitos.
(Tiago 5:16)

3 de dez de 2009

Será que Deus te reconhecerá?

''Pensar de que lado nós estamos agora definirá nosso futuro... Vida ou morte??" A seguir será contada uma ilustração feita em um discurso...

Será que Jeová vai nos reconhecer?

Havia um pastor que criava ovelhas e que tinha muitos problemas com os lobos que lhe roubavam as ovelhas. Ele amava muito as suas ovelhas e não queria perder nem sequer uma delas!! Um dia os lobos vieram e o pastor pegou na sua espingarda e PUM...!! Matou todos os lobos que na ocasião conseguiu... depois... apontou a sua espingarda na direção de uma sombra e reparou que era um pequeno 'lobinho' escondido por detrás da vegetação e tremendo de medo... O pastor teve muita pena dele, agarrou-o e colocou-o entre o seu casaco e levou-o para casa...
Com o passar do tempo a pastor foi-se afeiçoando ao lobinho e todos os dias o levava consigo quando ia tratar das ovelhas. As ovelhas também começaram a gostar do lobinho e de dia em dia ele começou praticamente a ser considerado como uma delas... O lobinho começou a aprender a chamar as ovelhas assim como o pastor fazia. Não passou muito tempo até o lobinho crescer bastante e se tornar adulto, e nessa altura já o pastor confiava muito no seu amigo, a ponto de lhe entregar a guarda das ovelhas sempre que ele se ausentava para fazer algumas compras.
Um dia, o lobinho estava correndo os terrenos do pastor quando ouviu uma certa gritaria vinda da floresta. Correu e chegou-se aos limites da cerca para observar cheio de curiosidade e viu uma matilha de lobos aproximarem-se. Os lobos ficaram satisfeitos de o ver apesar dele não os reconhecer, e, um a um, começaram a contar ao lobinho todas as diferentes aventuras e alegrias que cada um tinha tido ao correrem por todo o lado que lhes apeteceu e fazerem tudo o que quiseram sem serem impedidos disso... Ninguém lhes dizia o que tinham de fazer! Então, convidaram-no a saltar a cerca e juntar-se a eles.O lobinho começou a pensar naquela cerca e que de fato ele não sabia o que havia depois dela... nunca lá tinha estado... Quanto mais ele ouvia mais ele pensava se de fato não estaria perdendo qualquer coisa... Não demorou mais de um minuto e ele saltou para fora e seguiu juntamente com a matilha. Durante algum tempo ele viveu com a matilha. Eles tinham bastante que comer e fazia tudo o que lhes apetecia. Estava sendo muito engraçado e ele estava satisfeito pela escolha que fizera... Mas o Inverno chegou e todos começaram a ficar famintos e muito ansiosos. Estava frio, muito frio no local onde tinham que dormir... O lobinho começou a pensar no pastor e como ele nunca o deixou passar frio nem fome. Então ele ouviu o líder da matilha anunciar que tinha chegado a ocasião deles irem roubar algumas das ovelhas do pastor para poderem sobreviver ao Inverno. O lobinho exclamou em alta voz: 'NÃO!! elas são minhas amigas!! Não lhes vamos fazer mal!!'
Mas o líder disse: 'Tu agora és um dos nossos! Tens que fazer o que nós queremos!' Começaram todos a correr em direção á propriedade do pastor. O lobinho relutantemente os seguiu. Depressa chegaram á cerca e começaram escavando por debaixo dela entrando assim na propriedade.
O pastor ouviu o choro e pedido de socorro das suas ovelhas e saiu levando a sua espingarda e começou matando os lobos... BANG!!! Ele os matou um a um o mais rápido que podia, até que ficou frente a frente com um lobo que estava mais recuado encostado á cerca... 'Espera!! Não me mates!! eu sou o lobinho que tu salvaste!! Eu sou teu amigo!! Não te lembras de mim?? Mas o pastor viu como estava suja a sua pelagem e como ele tinha o cheiro da restante matilha, então ele lhe disse:
'Não... Não te conheço. 'Apontou a sua espingarda e disparou...BANG!!! O lobinho caiu morto.'

Houve um silêncio no auditório e a seguir o orador disse: 'Irmãos! Quando chegar o Armagedom e Jesus vier para destruir este sistema... será que ele vai nos reconhecer? Ou estaremos 'sujos com o sistema de coisas?'- Hebreus 10:39, Sofonias 2:3, Mateus 24:13

(Autor Desconhecido)

30 de nov de 2009

Testemunho do nosso líder de juventude Marco

Meu nome é Marco, sou líder de juventude.
Estava a algumas semanas atrás ajudando na organização de um evento "congresso" e estava passando por alguns problemas familiar e preocupado com o evento.
Até que faltando uns dias, vinha dirigindo meu carro, quando fui chamado por uma pessoa. Parei o carro e dei uma ré, sem observar que atrás vinha uma motocicleta. Fui agredido verbalmente, então abaixei o vidro do meu carro. Pedi várias desculpas, mas a pessoa não se importou e continuou a me agredir verbalmente.
Vida que segue, fui embora.
Começou o nosso congresso e no 2° dia (sábado) estava na portaria e para minha surpresa recepcionei a mesma pessoa que tinha me agredido verbalmente.
Cumprimentei-a, mas percebi que era como se o chão tivesse aberto para aquela pessoa.
Então tirei a seguinte conclusão:
Vale a pena ser PACIENTE DENTRO DO TEMPLO E FORA DO TEMPLO.

23 de nov de 2009

QUANDO A ORAÇÃO É UM GRITO DE MISERICÓRDIA

"Quando eu olho para Ti eu me inspiro e me animo para prosseguir neste mundo. Quando tudo parece perdito eu olho para tua cruz e como o Seu sangue jorrava as minhas lágrimas correm, pois não tenho forças para permanecer fiel. Acredito nas suas promessas mas parece impossível de alcançá-las. Ah... tantas coisas me afastam de ti, tantas oportunidades para desistir e jogar tudo para o alto. Mas não posso teu grande amor não cessa de me contagiar e quando penso que acabou Sua doce e gloriosa misericórdia me alcança e eu descanço nos seus braços. Porquê é tão difícil? Para quê tantas lutas? Qual o motivo dessas muralhas intransponíveis? O pecado me rodeia, me cerca e me intimida. Não tenho forças mais para lutar, meus braços, minhas pernas e minha mente estão cansados."

Essa é sua oração?
Os sonhos que Deus plantou em seu coração parecem que nunca vão se realizar. Parece que tudo está contra você! Nesse momento feche se us olhos, para tudo e para todos, e abra os olhos do seu coração e contemple a sua vitória. Veja José saindo da prisão e governando uma nação, observe Davi saindo da caverna e se assentando no trono, ouça Isaías tão jovem pregando para toda uma nação, olhe você e veja onde Deus irá te colocar.
Se essa é sua oração você foi ungido(a) e separado como José, Davi, Isaías, Pedro, Paulo... Não há guardas dentro de uma prisão que possa deter um Pedro, não há cadeia que possa segurar o cando de um Paulo.
Termine sua oração com a oração de um homem que passou pelo que você está passando: "Porquanto, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha salvação. JEOVÁ, o Senhor, é minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas". (Hc 3.17-18)
Louve que as muralhas vão ruir, exalte que o gigante vai cair, cante que os exércitos inimigos serão dizimados... Adore porque Ele te prometeu a vitória e mesmo "se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo."(2Tm 2.13)

A quem você tem além do Senhor?
Ele te tomou nos braços e te deu a salvação. Com a Sua morte Ele te deu a vida. Ser fracassado é falhar e desistir. Agora, aprender com as falhas, se levantar e prosseguir são características dos vencedores. Não se preocupe com as batalhas soldado, o nosso general é um excelente estrategista e sempre nos mostrará como vencer, a bem da verdade é que Ele jamais perdeu. Só assim você poderá dizer: "Sou mais que vencedor em Cristo Jesus!" sabe porque? Você nasceu para vencer, afinal... Se Deus é por nós quem será contra nós?

*****//*****

Escrito Por: Ulisses Juliano - Em: 08/10/2004
Fonte: http://letrassantas.blogspot.com/search/label/Cr%C3%B4nicas

17 de nov de 2009

IRAR-SE E NÃO PECAR

Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai. Sal. 4:4.

Pode você comer sem mexer a boca, correr sem agitar-se ou dormir sem fechar os olhos? Não! Como é possível então irar-se sem pecar? A ira em si já não é um ato pecaminoso?

O verbo hebraico ragaz, que no texto de hoje é traduzido como ira, indica comoção. Pode ser física ou psíquica, mas afeta toda a estrutura humana. Já o verbo jatá, que neste salmo é traduzido como pecar, significa literalmente “erram o alvo”. Quer dizer que cada vez que a ira toma posse de nosso ser, queiramos ou não, “erramos o alvo”. Não chegamos aonde queríamos chegar e, na maioria das vezes, chegamos aonde não queríamos chegar.

Algum tempo atrás, o Brasil assistiu horrorizado pela televisão a cena brutal do assassinato cometido por um juiz, pelo simples fato de o guarda do supermercado ter lhe dito que havia chegado a hora de encerrar o expediente. Aquele juiz nunca pensou em cometer semelhante crime. Mas na hora da ira houve uma comoção interior que o levou a tal loucura. Por isso, o conselho divino é: quando a ira aparecer e estivéreis afetados física e psiquicamente, “consultai no travesseiro o coração e sossegai”. Nada melhor para o problema da ira do que esperar pelo dia seguinte.

Tome uma decisão hoje. Diante das adversidades da vida, quando as coisas não saírem como você gostaria que saíssem, em circunstâncias em que você sente que vai perder o controle, deixe as coisas como estão e respire fundo. Retire-se, se for possível. Dê um tempo, “consulte no travesseiro o coração”, clame a Deus e, depois, mais sossegado, você verá as coisas de um outro ponto de vista e encontrará a saída mais sábia e equilibrada.

Não “erre o alvo”, não se machuque nem machuque o próximo. Não abra feridas no coração de pessoas que você ama e que estão à sua volta. Meça suas palavras. Medite nas conseqüências de atos impulsivos. Você não pode evitar sentir o que está sentindo. Isso é natural, pois você é um ser humano. Quando alguém o contraria, faz algo indevido contra você ou o ataca, é natural que isso altere todo o seu ser. Mas siga o conselho divino: “Irai-vos e não pequeis; consultai no travesseiro o coração e sossegai.”


Fonte: www.mensagemevangelica.com.br

9 de nov de 2009

Só observando!

O pastor de uma igreja decidiu observar as pessoas que entravam para orar.
A porta se abriu e um homem de camisa esfarrapada adentrou pelo corredor central.

O homem se ajoelhou, inclinou a cabeça, levantou-se e foi embora.
Nos dias seguintes, sempre ao meio-dia, a mesma cena se repetia.
Cada vez que se ajoelhava por alguns instantes, deixava de lado uma marmita.

A curiosidade do pastor crescia e também o receio de que fosse um assaltante, então decidiu aproximar-se e perguntar o que fazia ali.
O velho homem disse que trabalhava numa fábrica, num outro bairro da cidade e que se chamava Jim.

Disse que o almoço havia sido há meia hora atrás e que reservava o tempo restante para orar, que ficava apenas alguns momentos porque a fábrica era longe dali.

E disse a oração que fazia:

'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar, mas eu penso no Senhor todos os dias.
Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.'

O pastor , um tanto aturdido, disse que ele seria sempre bem-vindo e que viesse à igreja sempre que desejasse.
'É hora de ir' - disse Jim sorrindo.

Agradeceu e dirigiu-se apressadamente para a porta.

O pastor ajoelhou-se diante do altar, de um modo como nunca havia feito antes.
Teve então, um lindo encontro com Jesus.

Enquanto lágrimas escorriam por seu rosto, ele repetiu a oração do velho homem...

'Vim aqui novamente, Senhor, só pra lhe dizer quão feliz eu tenho sido desde que nos tornamos amigos e que o Senhor me livrou dos meus pecados. Não sei bem como devo orar mas penso no Senhor todos os dias.
Assim, Jesus, hoje estou aqui, só observando.'

Certo dia, o pastor notou que Jim não havia aparecido.

Percebendo que sua ausência se estendeu pelos dias seguintes, começou a ficar preocupado. Foi à fábrica perguntar por ele e descobriu que estava enfermo.

Durante a semana em que Jim esteve no hospital, a rotina da enfermaria mudou. Sua alegria era contagiante.

A chefe das enfermeiras, contudo, não pôde entender porque um homem tão simpático como Jim não recebia flores, telefonemas, cartões de amigos, parentes... Nada!

Ao encontrá-lo, o pastor colocou-se ao lado de sua cama. Foi quando Jim ouviu o comentário da enfermeira:


- Nenhum amigo veio pra mostrar que se importa com ele. Ele não deve ter ninguém com quem contar!!

Parecendo surpreso, o velho virou-se para o pastor e disse com um largo sorriso:
- A enfermeira está enganada, ela não sabe, mas desde que estou aqui, sempre ao meio-dia ELE VEM! Um querido amigo meu, que se senta bem junto a mim, Ele segura minha mão, inclina-se em minha direção e diz:

'Eu vim só pra lhe dizer quão feliz eu sou desde que nos tornamos amigos. Gosto de ouvir sua oração e penso em você todos os dias.
Agora sou eu quem o está observando... e cuidando! '


Jesus disse: 'Se vós tendes vergonha de mim, também me envergonharei de vós diante do meu Pai.'

Jesus é sempre o melhor amigo.

SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO OBSERVADO!

3 de nov de 2009

Congresso Jovem Missão e Propósito

03/11/2009
Por: Vanessa Lopes

O nosso congresso foi maravilhoso, do início ao fim. Creio que todos que participaram sairam de lá tremendamente abençoados, pois todas as palestras foram de altíssima qualidade e todas as pregações foram cheias de unção. Sem contar com os momentos de louvor e adoração que tocaram lá no fundo do coração.

Agora ficarei aguardando os testemunhos para postar aqui no blog!

Agradecemos a todos que participaram do Congresso Jovem 2009, tanto de forma direta como indireta:

A DEUS que nos encheu e nos enriqueceu com a sua Glória.

Aos nossos líderes Marcos e Laudiceia que acreditaram em cada um de nós para a realização deste evento. Obrigada pela paciência e sabedoria nos momentos de stress.

A Diaconisa Cristiane e a Tia Mirian que estiveram no apoio da cantina durante todo o Congresso fazendo os lanches e o cafezinho.

A Marina que nos cedeu seu restaurante para o almoço.

A todos os organizadores que se dedicaram durante meses para a realização deste Congresso.

Aos nossos patrocinadores Terra, SEBRAE e Microlins que nos concederam brindes e cursos gratuitos.

Aos palestrantes: Pr. Jorge Souto, Pr. Sérgio Soares, Marcela Moura, Cintia Mendes, Rogério Soares e Alexandre Mello que nos enriqueceram com suas palestras.

Aos preletores: Pr. Paulo Roberto, Junior e Pr. Cláudio que trouxeram uma poderosa mensagem da parte de DEUS.

Ao ministério de louvor da Missão e Propósito que nos deram o maior apoio, se doando integralmente. Obrigada por nos presentear com um lindo louvor para o nosso congresso.

Aos músicos e a juventude da Nova Vida que nos apoiaram e nos encheram os corações com lindas canções.

A todos os congressistas que marcaram presença durante todo Congresso abrilhantando ainda mais este evento.

Aos nossos Pastores Jorge e Laucidete que nos cofiaram essa missão.

As fotos do congresso estão no nosso orkut, estão todos convidados a ver e comentar!!!

Ou então, acesse o álbum no picasa, clicando na imagem abaixo:

Congresso Jovem 2009

27 de out de 2009

Faltam 3 dias para o Congresso!!!

Peço perdão aos meus leitores pela demora na postagem dessa semana, pois apesar dos meus dias de folga por causa da conjuntivite, estive bastante ocupada com os preparativos para o congresso.

Faltam apenas 3 dias!!!!!


Preparem-se, muitos jovens sairão tremendamente abençoados, pois o congresso ainda nem começou e já tem jovem contando bênção.

Muitas portas de emprego serão abertas, muitas promoções no trabalho e muito aumento de salário.

Aqueles que ouvirem e seguirem a Palavra de Deus que será ministrada nesses dias, serão prósperos e "bem-sucedidos"!

"Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido."
Josué 1:8

E o vencedor da promoção amigo 7000 é:

O nosso querido irmão Ezequiel, parabéns!!!!!


O prêmio será entregue no Congresso Jovem.

19 de out de 2009

Vamos compreender o Halloween



No dia 31 de outubro muitas pessoas irão participar de festas de "Halloween", popularmente chamado de "Dia das Bruxas" no Brasil. Mas essa festa aparentemente inocente tem estreita ligação com práticas ocultistas, mesmo que muitos não percebam isso.

Sua origem data de tempos antigos, quando os druidas (magos de origem celta) realizavam cerimônias de adoração ao "deus da morte" ou ao "senhor da morte" em 31 de outubro. Isso acontecia na cerimônia "Samhain" durante o festival de inverno, na qual eram oferecidos sacrifícios humanos. Essa prática ancestral foi sofrendo alterações com o passar do tempo. A Igreja Católica posteriormente tentou cristianizar o "Samhain ", declarando o 1º de novembro como o Dia de Todos os Santos e o 2 de novembro com o Dia de Finados, sendo que em ambas as datas os mortos eram lembrados.

Nos Estados Unidos essa festa é muito comum e tem forte apelo comercial, sendo também tema de vários filmes de horror. A imagem de crianças vestidas com fantasias "engraçadinhas" de bruxas, fantasmas e duendes, pedindo por doces e dizendo "gostosuras ou travessuras". Há algum tempo, o Brasil tem se deixado influenciar por muitos aspectos que não fazem parte de sua cultura e tem celebrado essa festa em escolas, clubes e até em shopping centers.

Diante dessa realidade, devemos nos questionar: Halloween está relacionado às práticas ocultistas modernas?

Mesmo que hoje em dia Halloween seja comemorado de uma maneira inocente por muitos jovens, ele é levado a sério pela maioria das bruxas, membros do movimento neo-pagão e ocultistas em geral. Antes de continuarmos, devemos destacar que a associação histórica e contemporânea do Halloween com o ocultismo causou uma espécie de "efeito híbrido" na maior parte da sociedade, de modo que a comemoração do Halloween não é, necessariamente, uma prática totalmente inocente. Ao ler vários relatos sobre o Halloween, pode-se ficar impressionado com o grande número de práticas de superstições e de adivinhação envolvidas com ele. Algumas das superstições e todas as práticas estão relacionadas com o ocultismo.

É preocupante o quanto às superstições podem controlar ou dirigir a vida de uma pessoa de maneiras terríveis. Mais ainda, as verdadeiras práticas de adivinhação sempre trazem conseqüências. Na verdade, desde as décadas finais do século dezenove, o Halloween tem sido lembrado como um período "para se usar amuletos, lançar maldições e se fazer adivinhações". Como já dissemos, isso está relacionado aos antigos druidas, pois o "Samhain" marcava o início de ano novo, o que resultou num interesse em adivinhações e previsões sobre o que o próximo ano traria.

No Halloween se cria (e ainda á assim em certos lugares) que seguir um ritual em particular pode fazer com que a imagem do seu futuro cônjuge apareça atrás de você: "Muitas crenças surgiram sobre como invocar a imagem do futuro esposo ou esposa de alguém. As garotas criam que caso alguém ficasse diante do espelho, comendo uma maçã, à meia-noite, a imagem de seu futuro esposo apareceria de repente diante dela. Se nenhuma imagem aparecesse, isso significava que a garota ficaria solteirona".

No sul dos Estados Unidos há um costume baseado na crença dos druidas de que o desespero de uma vítima de sacrifício humano podia revelar previsões para o futuro. "Punha-se fogo numa tigela com álcool, e atirava-se no fogo ‘oferendas’ tais como figos, cascas de laranja, passas, castanhas e tâmaras envoltas em papel alumínio. A garota que tirasse a melhor das oferendas do meio do fogo iria conhecer seu futuro esposo dentro de um ano".

A preocupação com tais atividades pode ser vista na seguinte declaração do Livro Americano dos Dias (American Book of Days): "Vários meios de adivinhação do futuro eram usados no Halloween e os resultados eram aceitos com toda seriedade". Em outras palavras, quando estamos lidando com tentativas sérias de adivinhar o futuro – seja em relação ao futuro em geral, ao futuro cônjuge, ou sobre a vida e a morte - as conseqüências na vida das pessoas podem ser muito maiores do que simples brincadeiras.

Hoje em dia outras práticas ocultistas estão presentes no Halloween. Em New Orleans o "Museu do Vodu apresenta normalmente um ritual de Halloween no qual as pessoas podem ver rituais de vodu reais". Na cidade de Salem, estado de Massachusetts, um festival de Halloween acontece de 13 a 31 de outubro incluindo uma mostra de parapsicologia.

Na bruxaria moderna o Halloween também é considerado uma noite especial. Um livro conhecido sobre o movimento neo-pagão relata o seguinte sobre esses dias importantes de celebração da bruxaria: "As grandes cerimônias de sabbat são: o ‘Samhain’ (Halloween), o Ano-Novo celta (nesses dias acredita-se que os portais entre os mundos estão enfraquecidos, e então ocorrem contatos com os ancestrais), ‘Oimelc’ (1º de fevereiro, festival da purificação de inverno)... ‘Beltane’ (1º de maio, o grande festival da fertilidade)... diferentes linhas da bruxaria... tratam esses festivais de maneiras diversas. Mas quase todas as linhas celebram pelo menos o ‘Semhain’ e o ‘Beltane’". Algumas bruxas tiram o dia de folga de seu trabalho para comemorarem essa data especial para elas, enquanto outras chegaram a tentar o fechamento das escolas para a comemoração desse grande sabbat.

Muitos grupos satânicos também consideram o Halloween uma noite especial, em parte porque ele "tornou-se o único dia do ano em que se acredita que o diabo possa ser invocado para revelar os futuros casamentos, problemas de saúde, morte, colheitas e o que acontecerá no próximo ano". Na verdade a bruxaria e o satanismo têm certas semelhanças. Mesmo que sejam coisas distintas, e mesmo que se dê legitimidade às declarações do movimento neo-pagão que desdenha o satanismo, devemos lembrar o claro ensino bíblico de que o diabo é a fonte de poder por trás da bruxaria e de todas as formas de ocultismo.

Além disso tudo, o costume de pedir balas e doces fantasiados de bruxas, vampiros, fantasmas, etc., que é comum nessa festa, está relacionado com os espíritos dos mortos na tradição pagã e até católica. Por exemplo, para os antigos druidas "os espíritos que se acreditava andarem de casa em casa eram recepcionados com uma mesa farta para um banquete. No final da refeição, os habitantes da cidade fantasiados e com máscaras representando as almas dos mortos iam em procissão até os limites da cidade para guiar os fantasmas para fora". As máscaras e fantasias usadas no Halloween podem ser relacionadas também com a tentativa de certas pessoas de se esconderem para não serem vistas participando de cerimônias pagãs ou ,como no xamanismo e em outras formas de animismo, mudar a identidade de quem as usa para que possa se comunicar com o mundo espiritual. As fantasias podem ser usadas também para afugentar espíritos maus.

Depois de fazermos essas considerações sobre o assunto, tendo em vista que o Halloween está associado a práticas de bruxaria e ocultismo, devemos analisar qual deve ser nossa atitude em relação a essa festa, que mesmo sendo vista secularmente como um passatempo tem implicações sérias.

Devemos nos perguntar: Que princípios bíblicos devem ser usados para discernir esse assunto?
As Escrituras nos dizem que o homem espiritual julga todas as coisas e que no futuro irá também julgar os anjos. Então somos competentes o suficiente para julgar assuntos triviais agora (1Co 2.15; 6.3). Se julgarmos todas as coisas e retermos o que é bom, abstendo-nos de toda forma de mal, estaremos cumprindo com nossa obrigação (1Ts 5.21,22). Então vamos examinar esse assunto para chegarmos a uma posição bíblica sobre o Halloween.

Se na celebração de Halloween existem atividades envolvendo práticas genuinamente ocultistas, as Escrituras são claras em afirmar que devem ser evitadas. Tanto o Antigo como o Novo Testamento fazem referência às práticas de bruxaria, encantamentos, espiritismo, contatos com os mortos, adivinhações e assim por diante – e todas essas coisas estão potencialmente ligadas ao Halloween.
"Não vos voltareis para os necromantes, nem para os adivinhos; não os procureis para serdes contaminados por eles. Eu sou o SENHOR, vosso Deus" (Lv 19.31).

"Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem consulte os mortos; ... Porque estas nações que hás de possuir ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR, teu Deus, não permitiu tal coisa" (Dt 18.10,11,14) .

"[Rei Manassés de Judá] queimou seus filhos como oferta no vale do filho de Hinom, adivinhava pelas nuvens, era agoureiro, praticava feitiçarias, tratava com necromantes e feiticeiros e prosseguiu em fazer o que era mau perante o SENHOR, para o provocar à ira" (2Cr 33.6).

Em nenhum lugar na Bíblia vemos essas coisas como sendo aceitáveis diante de Deus. À luz desses versículos, ninguém pode argumentar logicamente que a Bíblia apóia tais práticas.


John Ankerberg e John Weldon Fonte: chamada.com br

15 de out de 2009

Ser Mestre


Tarefa que exige abnegação,
tarefa que é feita com o coração!
Nos dias cansados, nas noites de angústia,
nas horas de fardo, de tamanha luta,
chegamos até a questionar:
Será, Deus, que vale a pena ensinar?
Mas bem lá dentro responde uma voz,
a que nos entende e fala por nós,
a voz da nossa alma, a voz do nosso eu:
- Vale sim, coragem!
Você ensinando, aprende também.
Você ensinando, faz bem a alguém,
e vai semeando nos alunos seus,
um pouco de PAZ e um tanto de Deus!


Parabéns a todos os professores pelo dia de hoje!

13 de out de 2009

Pontes ou Cercas?


Dois irmãos que moravam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, entraram em conflito. Foi a primeira grande desavença em toda uma vida de trabalho lado a lado. Mas agora tudo havia mudado. O que começou com um pequeno mal entendido, finalmente explodiu numa troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio. Numa manhã, o irmão mais velho ouviu baterem à sua porta.
- Estou procurando trabalho, disse ele. Talvez você tenha algum serviço para mim.
- Sim, disse o fazendeiro. Claro! Vê aquela fazenda ali, além do riacho? É do meu vizinho. Na realidade do meu irmão mais novo. Nós brigamos e não posso mais suportá-lo. Vê aquela pilha de madeira ali no celeiro? Pois use para construir uma cerca bem alta.
- Acho que entendo a situação, disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão a pá e os pregos.
O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O homem ficou ali cortando, medindo, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro chegou, não acreditou no que viu: em vez de cerca, uma ponte foi
construída ali, ligando as duas margens do riacho.

Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido e falou:
- Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo que lhe contei. Mas as surpresas não pararam ai. Ao olhar novamente para a ponte viu o seu irmão se aproximando de braços abertos. Por um instante permaneceu imóvel do seu lado do rio.
O irmão mais novo então falou:
- Você realmente foi muito amigo construindo esta ponte mesmo depois do que eu lhe disse. De repente, num só impulso, o irmão mais velho correu na direção do outro e abraçaram-se, chorando no meio da ponte.
O carpinteiro que fez o trabalho, partiu com sua caixa de ferramentas.
- Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você. E o carpinteiro respondeu: - Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir...
Já pensou como as coisas seriam mais fáceis se parássemos de construir cercas e muros e passássemos a construir pontes com nossos familiares, amigos, colegas do trabalho e principalmente nossos inimigos...O que você está esperando? Que tal começar agora !!
Muitas vezes desistimos de quem amamos por causa de mágoas e mal entendidos. Vamos deixar isso de lado, ninguém é perfeito, mas alguém tem que dar o primeiro passo.
Quanto mais amigos tiver, melhor vai se sentir, sabe por que??
É bom demais Amar e ser amado é melhor ainda. Pense Nisso e Construa Pontes ao seu redor.

9 de out de 2009

Versículo do dia

Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.

Jeremias 9:23 e 24

5 de out de 2009

Testemunho: Rodolfo Abrantes - ex vocalista dos Raimundos



“Jesus estava a caminho da crucificação, já tinha sido humilhado de todas as formas, naquele momento faltaram-lhe forças. Um homem cirineu, chamado Simão, estava vindo do campo, e a guarda romana o constrangeu para ajudar Jesus a carregar a sua cruz. (Lucas 23:26).


Sucesso - No ano de 2000, eu estava cheio do que o mundo diz que é o auge, que é tesouro, que é beleza, fama, dinheiro, e tudo isso que o mundo pode oferecer para uma pessoa, e as pessoas se matam por isso. Eu estava cheio de tudo isso, mas por dentro eu estava na maior miséria que eu já enfrentei na vida.

Família - Eu viajei com meu irmão para a praia da Pipa para passar um revellion junto com ele e naquele mês que eu passei com ele eu só sabia falar cinco frases que eram: ‘vamo fuma’, ‘vamo come’, ‘vamo chapá’, ‘vamo surfá’ e ‘vo não’.

Porque quando ele me chamava para fazer uma coisa diferente dessa eu dizia ‘vo não’. Em um mês eu falei apenas cinco frases com meu irmão, de tão drogado que eu era, de tão infeliz, de tão sem assunto, de tão vazio, porque ninguém dá o que não tem. Como é que eu ia falar alguma coisa, eu não tinha nada!

Vazio - Eu era seco, vazio, um nada , um boneco, corpo presente ali. Em qualquer lugar que eu estivesse, minha cabeça estava em marte. Eu não sabia nem onde é que estava. Tem cidades que eu fui que eu nem sabia que tinha ido. Lesado, completamente drogado. Estragado. Usava droga desde os treze anos de idade. Mas Deus viu a minha situação e sabia que dali em diante eu não conseguia carregar nada sozinho.

Doença - Eu estava morrendo, e com os sintomas de um monte de doenças no meu corpo.
Por ser filho de médicos (mãe pediatra e pai ginecologista e obstetra) conheço um pouco de doença, então sabia que o que tinha no meu corpo era algo muito sério. Comecei a emagrecer de uma hora para outra, e tinha uma dor no estômago que me corroía todos os dias.

Começou a aparecer um monte de caroços debaixo do braço que doíam muito, cheguei a contar nove caroços debaixo do braço, fora os da virilha que eram enormes, doíam demais. Eu tinha que tomar dois antiinflamatórios por dia para poder fechar os braços. Eu estava em um estado terrível porque sabia que ia morrer. Ter saúde é uma bênção.


Solidão - Estava nesse estado, sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí, espalhadas, drogas a valer, balada todos os dias, fãs de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de show e completamente infeliz. Aí tinha a Alexandra, que é minha esposa, que "estava passando, vindo do campo" Eu a conheci em 1994, e fui reencontrá-la no ano de 2000.

Namorada - Deus nos colocou juntos de uma forma milagrosa pois havia seis anos que tínhamos nos conhecido e pelo menos uns três que não nos víamos e eu me reencontrei com ela e nós não nos desgrudamos mais. Trouxe-a para São Paulo, para morar comigo. Ela estava mais drogada do que eu. As drogas que ela consumia eram muito mais fortes dos que as que eu usava. Mas acontece que a Alexandra tinha uma coisa dentro dela que eu não tinha, uma coisa que vale mais do que o mundo inteiro.

Ela tinha uma semente que se chama Palavra de Deus dentro do coração dela, porque aos quinze anos, quando ela me conheceu, ela conheceu a Jesus também. Só que naquela época ela não seguiu nem a mim e nem a Jesus. Mas era o suficiente para saber que Jesus era o auxílio na hora da dificuldade. Toda vez que a coisa ficava preta, ela corria para dentro da igreja.

Essa era a mulher que Deus colocou ao meu lado, uma mulher torta. Muita gente podia dizer que essa mulher era pior do que eu. Mas Deus não faz acepção de pessoas e Deus escolhe quem quer. Não interessa se você é o Presidente da República ou se você é gari. Um homem torto, com uma mulher torta. E começamos a brigar e a nos agredir.


Infelicidade - A nossa vida virou um reflexo de tudo o nós fazíamos: um casal drogado, vivendo em pecado, na mentira, porque os pais dela nem sabiam que ela morava comigo. Lá na casa dos pais dela podiam falar cão, mas não podia falar Rodolfo. Hoje minha sogra é uma bênção e trabalha conosco lá na igreja.

O cenário para o diabo operar estava completo. Mas Deus, que é o todo poderoso, começou a mexer as coisas também. E a Alexandra começou a buscar a JESUS e a se encher. E dizer: Se tu me deres o Rodolfo, eu nunca mais te largo.

E o fogo começou a aumentar e os capetas tentando apagar através de mim, que era um saco de demônio, mas Deus estava ali protegendo a brazinha dela e o foguinho foi pegando e pegou num ponto que consumiu o Rodolfo no coração dela, ao ponto dela dizer: Senhor, com Rodolfo ou sem Rodolfo eu nunca mis te largo!

Mudança - Já não era eu mais em primeiro lugar, era Jesus aí estava do jeito que Deus gosta. Deus estava em primeiro lugar, aí Deus começou a transbordar na vida dela. Ela convidou umas irmãs para fazer uma campanha de oração dentro de casa, porque essas irmãs também foram Cirineu, para ajudar a Alexandra a carregar a cruz dela, não pense que ela conseguiu sozinha.

Elas começaram uma campanha de sete segundas-feiras lá em casa. Eu fugi das três primeiras, na quarta, Deus me pegou, não teve jeito. Eu não queria saber de crente e achava que era a pior raça, que crente só servia para tirar dinheiro. ‘Eu sou doido, mas crente é ainda mais doido, não presta’. Eu aceitei Jesus naquele dia, sabe porquê? Porque Deus dominou o lugar, Deus dominou o lugar completamente, eu não sabia isso na hora, claro. Hoje eu sei.

Aquelas irmãs chegaram com simplicidade. Eu que nunca tinha visto um culto evangélico na minha vida, o primeiro era um culto ultra, mega, super pentecostal ao extremo dentro de casa, dentro da sala em que eu fumava maconha.

Era irmã correndo, dentro do banheiro todo enfumaçado em que eu tinha acabado de fumar, estava lá a irmã orando. Era irmã pra tudo quanto é lado. E eu perguntava: Deus que negócio é esse? Sabe o que aconteceu? Deus tomou conta do lugar, Deus tomou conta.

Presença de Deus - Era a presença de Deus enchendo aquilo ali. Glória a Deus! Aceitei Jesus naquela tarde, meio sem saber o que estava fazendo. Não sei porque eu aceitei Jesus. Acho que foi para elas irem embora. Mas eu aceitei Jesus e Ele entrou e não teve mais como escapar, Ele entrou.

Abrindo o coração - E quando Ele entrou, começou a trabalhar, e começou a mexer as coisas. Passou uma semana, e o Rodolfão estava lá no segundo culto da vida dele, dentro de casa, porque eu era tão doido que eu nunca ia pisar numa igreja, e aí Deus é tão misericordioso que Ele enfiou uma igreja prontinha dentro de casa.

Cura - Nessa segunda semana, Deus se revelou para mim dessa maneira a irmã começou a orar sem eu pedir nada. Ela começou a orar e abaixou a mão até a minha barriga e me disse que Jesus estava me curando de um câncer para você saber que Ele é Deus, que Ele te ama e que Ele tem uma grande obra para fazer na sua vida.Ela falou que era um câncer de estômago.

Meu avô morreu de câncer, dois tios meus morreram de câncer no estômago, duas tias minha tiveram que arrancar os seios porque tiveram câncer; era uma maldição que se alastrava na minha família. Graças a Deus Jesus Cristo cortou quando chegou em mim.
Naquela tarde a minha dor de estômago desapareceu, e todos os caroços que eu tinha desapareceram.


Restauração - Passei a engordar, cheguei a engordar uns 18 quilos, não de uma hora para outra, fui ficando saudável e engordando, feliz, Jesus foi entrando em minha vida. Fui curado, passei a viver apaixonadamente por Jesus e aquelas irmãs viraram Cirineus em minha vida. Começaram a me ajudar, com muito amor. Fomos caminhando.


Os Raimundos - Fui expelido daquela banda como um dente que cariou e que tem que ser arrancado. Deus me tirou de lá. Graças a Deus, no momento certo. Levei muitas pedradas por causa disso, levo até hoje. Deus tem um treinamento intensivo com quem se coloca à disposição. Você quer servir a Cristo? Então te prepara irmão! É um privilégio maravilhoso sofrer por Jesus Cristo.


Milagres - Naquele momento os pais da Alexandra que estavam desviados, começaram a ver a obra, a ver que agente não se drogava mais, que estávamos noivos, depois nos casamos rapidinho. Em meu primeiro testemunho, subi no púlpito e comecei a chorar. Eu só sabia dizer: fui curado e não uso mais droga, não conseguia falar nada, só chorava.

Eu não entendia mais nada e pensava: pra falar palavrão no microfone eu falo tão bem, porque que pra falar das coisas de Deus eu não consigo? É porque até você se acostumar com o fogo do altar leva tempo! É o fogo queimando as impurezas ainda.


Testemunho - Quer ter vitória, anda no caminho do Senhor, obedece. Hoje eu não bebo não é porque eu não posso, é porque eu não quero. Eu quero ter comunhão com o meu Pai. Isso vai atrapalhar minha comunhão, então fora! Atitude inteligente é você andar por um caminho que te leva pra vida e não em um caminho que te leva pro buraco!

Vai pra vida e você vai ver que você é feliz sem uma gota de álcool! Sem um cigarro, sem uma droga, você vai ver que é feliz! Sem nada dessas porcarias, você vai ver que é feliz sem nenhuma dessas porcarias! Presença de Deus. Isso satisfaz o ser humano.


Rodolfo Abrantes

Ex-vocalista da banda "Os Raimundos"

24 de set de 2009

Você conhece a Missão Portas Abertas?


Portas Abertas é um ministério com características próprias dirigido à Igreja Perseguida, o único com mais de trezentas organizações associadas no mundo todo desenvolvendo projetos significativos nas linhas de frente em cerca de 50 nações.
Desde 1955, Portas Abertas realiza programas completos e de grande influência em muitos dos países onde os cristãos sofrem por sua fé em Jesus Cristo.

Como começou a Portas Abertas
Em 1955, André, um jovem evangelista holandês, é convidado para o Festival da Juventude Comunista na Polônia. Ele sente-se impressionado ao ver o entusiasmo e a devoção de moços a um credo sem deus. O sentimento dele é que Deus o estava chamando para um trabalho: servir a cristãos em países sob restrição e discriminação, oficial ou informal. Hoje, o ministério é chamado Portas Abertas com o irmão André. Conta com o apoio de milhares de cristãos e tem escritórios em todo o mundo.

Aqui estão alguns exemplos do que eles pretendem realizar nos próximos meses...

No Mundo Muçulmano:
  • Distribuir pessoalmente cerca de 280.000 Bíblias e materiais cristãos.
  • Treinar individualmente cerca de 38.000 pastores e líderes cristãos.
  • Ajudar jovens cristãos a freqüentar escola bíblica.
  • Ensinar os cristãos a ler e a estudar a Bíblia.
  • Dar coleções de livros de estudo para pastores.

Na África:
  • Distribuir pessoalmente perto de 100.000 Bíblias e materiais cristãos.
  • Treinar individualmente cerca de 3.600 pastores e líderes cristãos.
  • Levar a Palavra de Deus a países em guerra.
  • Encorajar professores de Escolas Dominicais a inspirar uma nova geração.
  • Mostrar aos cristãos como testemunhar a seus vizinhos muçulmanos.

Na América Latina:
  • Distribuir pessoalmente perto de 320.000 Bíblias e materiais cristãos.
  • Treinar individualmente perto de 6.500 pastores e líderes cristãos.
  • Dar apoio material e amor a viúvas e órfãos.
  • Visitar os cristãos presos injustamente.
  • Encorajar os líderes de igrejas que estão sendo atacados.

Na Ásia:
  • Distribuir pessoalmente perto de 2,3 milhões de Bíblias e materiais cristãos.
  • Treinar individualmente perto de 20.000 pastores e líderes cristãos.
  • Dar estudos bíblicos a pastores e Bíblias ilustradas para crianças.
  • Treinar líderes das igrejas domésticas que estão sob intensa perseguição.
  • Entregar hinários para colocar uma canção nos corações dos cristãos.

Para ajudar de forma mais eficaz a Igreja Perseguida, a Missão Portas Abertas apóia os projetos da Portas Abertas Internacional em mais de 40 países.

Por meio de qualquer forma e valor de doação, você estará nos ajudando a realizar com sucesso esses projetos e, conseqüentemente, fortalecendo os cristãos perseguidos.

Para conhecer melhor esse trabalho e saber como ajudar, acesse: www.portasabertas.org.br

21 de set de 2009

Para Refletir...

A tua malícia te castigará, e as tuas apostasias te repreenderão; sabe, pois, e vê, que mau e quão amargo é deixares ao SENHOR, teu Deus, e não teres o meu temor contigo, diz o Senhor DEUS dos Exércitos.
Jeremias 2:19

OBS: Apostasia = Abandono da fé de uma igreja, especialmente a cristã.


Hoje eu deixo os comentários por conta de vocês.

17 de set de 2009

Doar faz bem à saúde

Autora: Patrícia Machado

Às seis horas da manhã, o despertador toca na casa de Maria de Jesus Oliveira, 58 anos. Apesar do hábito de dormir tarde, a aposentada se esforça para sair da cama, pois tem um compromisso. Três vezes por semana, Maria vai bem cedo à casa da vizinha Andréa Neves, mãe das gêmeas Emily e Tainá, de 1 ano e meio. Nesse horário, o marido de Andréa sai para o trabalho e não há quem fique com as meninas para que a mãe possa buscar, a cerca de dez quarteirões, o leite fornecido de graça no Posto de Saúde. “É muito cedo e frio, fica difícil levar as duas”, explicou Andréa. “Eu nunca pedi para Dona Maria olhar as crianças, ela percebeu que eu precisava e se ofereceu. Ela é como um anjo para nós.” Ao ser questionada sobre por que decidiu prestar auxílio à vizinha, a resposta é simples: “Poder ajudar faz a gente se sentir bem.”

Talvez tenha sido esse mesmo sentimento de satisfação pessoal que tenha motivado um samaritano a ajudar um desconhecido, deixado à beira do caminho, quase morto, após ser roubado e espancado por salteadores. A parábola de Lucas 10:30-37 foi contada pelo próprio Cristo para ensinar sobre o amor ao próximo. Enquanto o homem estava à beira do caminho, passaram por ele um sacerdote e um levita, que deveriam viver de acordo com os mandamentos de Deus. Mas foi um samaritano, povo considerado impuro e desprezível pelos judeus, quem o acudiu e exerceu, para com ele, o amor fraterno ensinado por Jesus.

A história bíblica inspirou Maria Luísa Curti, 56 anos, a escolher o nome da instituição que mantém em um bairro rural de Araçatuba, interior de São Paulo. A Casa Bom Samaritano foi fundada há oito anos para recolher moradores de rua. Evangélica, ela acredita que o trabalho é resultado de um chamado de Deus e confessa que vê, na face de cada homem que recolhe, o rosto do primeiro marido, com quem viveu 17 anos, até que ele morreu vítima do abuso do álcool.

Desde então, Maria Luísa passou a realizar diversos trabalhos voltados aos dependentes de álcool e suas famílias, primeiro no AA (Alcoólicos Anônimos) e também na ARA (Associação de Recuperação de Alcoólatras), que fundou em 1984 e da qual é presidente de honra até hoje.

A idéia de criar um lar para moradores de rua surgiu quando começou a distribuir alimentos para andarilhos durante a noite. “Na Bíblia, o samaritano socorre o homem na estrada e leva para uma hospedaria. Foi então que eu entendi que tinha de montar uma hospedaria.” Atualmente, a Casa Bom Samaritano abriga 50 homens. Sobre si mesma, Maria Luísa disse apenas: “Vivo pelo que creio e não pelo que vejo.” E sobre os “filhos”, como chama os moradores da instituição, ela afirmou: “Só tento ensinar a eles sobre o amor de Deus e a importância de ter objetivos”.


Fonte: Revista Enfoque Gospel

14 de set de 2009

Vá adiante de você mesmo!

" Nosso dever na vida não é passar a frente dos outros, mas ir adiante de nós mesmos - quebrar nossos próprios recordes, superar nossos ontens com o hoje, fazer nosso trabaho com mais força do que nunca." ( Stewart Johnson).

"Seu futuro depende de muitos fatores, mas principalmente de você." Você pode ser bem sucedido se ninguém mais acreditar em você, mas jamais será bem-sucedido se não acreditar em si mesmo. Zig Ziglar assinala: " A mente se esforça para realizar o que se imagina. Quando mudamos o que imaginamos, automaticamente mudamos nosso desempenho.
A palavra que eu quero deixar para o seu coração hoje, é:
Sonhe e mire mais longe do que você acha que pode alcançar. Não se preocupe em ser melhor que seus amigos. Preocupe-se em ser melhor que você mesmo.
Costumo dizer que estamos em constante obras, sendo lapidadas por Deus. Temos que parar de olhar apenas onde estamos e começar a olhar para o que podemos ser. A Bíblia afirma:
" Porque como imagina em sua alma, assim ele é." Pv 23.7.

***********************************

Retirado do blog: da Adriana Rangel
http://amulhereseucriador.blogspot.com

9 de set de 2009

As Lições dos Gansos

Quando um ganso bate as asas, cria um "vácuo" para o pássaro seguinte.
Voando numa formação em "V", o bando inteiro tem o seu desempenho 71% melhor do que se a ave voasse sozinha.
Lição: Pessoas que compartilham uma direção comum e senso de comunidade podem atingir seus objetivos mais rápido e mais facilmente pois estão contando com a ajuda de outros.

Sempre que um ganso sai de formação, sente subitamente a resistência por tentar voar sozinho e, rapidamente, volta para a formação, aproveitando a "aspiração" da ave imediatamente à sua frente.
Lição: Se tivermos tanta sensibilidade como um ganso, permaneceremos em formação com aqueles que se dirigem para onde pretendemos ir e nos dispomos a aceitar a sua ajuda, assim como prestar a nossa aos outros.

Quando o ganso líder se cansa, muda para trás na formação e imediatamente, um outro ganso assume o lugar, voando para a posição de ponta.
Lição: É preciso acontecer um revezamento das tarefas pesadas e dividir a liderança.

As pessoas, assim como os gansos, são dependentes umas das outras. Os gansos de trás, na formação, grasnam para incentivar e encorajar os da frente a aumentar a velocidade.
Lição: Precisamos nos assegurar que nosso "grasno" é ENCORAJADOR, e não outra coisa...

Quando um ganso fica doente, ferido ou abatido, dois gansos saem da formação e seguem-no para ajudá-lo ou protegê-lo. Ficam com ele até que esteja apto a voar de novo ou morra. Só assim, eles voltam ao procedimento normal, com outra formação, ou vão atrás do bando.
Lição: Se tivermos bom senso tanto quanto os gansos, também estaremos ao lado dos outros nos momentos difíceis.

1 de set de 2009

Um jeito diferente de olhar para o Salmo 23

O Senhor é o meu Pastor...Isto é relacionamento!
Nada me faltará...Isto é suprimento!
Caminhar me faz por verdes pastos...Isto é descanso!
Guia-me mansamente a àguas tranquilas...Isto é refrigério!
Refrigera minha alma...Isto é cura!
Guia-me pelas veredas da justiça...Isto é direção!
Por amor de seu nome...Isto é propósito!
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte...Isto é provação!
Eu não temeria mal algum...Isto é proteção!
Porque tu estás comigo...Isto é fidelidade!
A tua vara e o teu cajado me consolam...Isto é esperança!
Unge a minha cabeça com óleo...Isto é consagração!
E o meu cálice transborda...Isto é abundâcia!
Certamente que a bondade e a misericordia me seguirão todos os dias da minha vida...Isto é benção!
E eu habitarei na casa do Senhor...Isto é segurança!
Por longos dias...Isto é eternidade!

26 de ago de 2009

Fortalecei-vos no Senhor

26/08/2009

Por: Vanessa Lopes


"No demais, meus irmãos, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder."

Efésios 6:10

O inimigo está o tempo todo tentando nos parar e essas investidas não acontecem somente no plano carnal, na maioria das vezes acontecem no plano espiritual e infelizmente muitos de nós ainda não conseguimos perceber quando somos atacados na invisibilidade espiritual.

É por isso que devemos ser vigilantes mesmo quando tudo parece bem – Vigiai e orai, para que não entreis em tentação (Mateus 26:41).

Devemos sempre nos fortalecer no Senhor. Somente através de Jesus que encontramos forças suficientes para vencer o mal, pois se confiarmos na nossa própria força, já estamos vencidos.

Jesus Cristo é quem nos fortalece, é o único que tem todo o poder nos céus e na terra.

Se você encontra-se abatido, cansado e sem forças para continuar, ore a Deus, busque nele a renovação das suas forças e a verdadeira comunhão com Deus, em Cristo, através do seu Espírito Santo.

24 de ago de 2009

Congresso Jovem Missão e Propósito: INSCRIÇÕES ABERTAS!

24/08/2009
Por: Vanessa Lopes


Bom dia Jovem!!!

Quero começar a semana convidando você para fazer a sua inscrição no nosso Congresso jovem, que acontecerá nos dias 30,31/10 e 01/11.

Tema: Jovens em busca de um futuro próspero.

Teremos várias atividades: cultos, palestras, louvorzão, sorteio de cursos e brindes.

Até semana que vem colocarei na nossa página do congresso a programação completa.

A inscrição é gratuita, só será cobrado o valor do almoço (sábado e domingo) para quem optar por almoçar lá na comunidade mesmo.

As vagas são limitadas.

Para fazer a inscrição, CLIQUE AQUI.

"PORQUE DEVERAS HAVERÁ UM BOM FUTURO, NÃO SERÁ FRUSTRADA A TUA ESPERANÇA".
Provérbios 23:18

20 de ago de 2009

Evangélicos sem igreja - Parte final

CARÁTER CRISTÃO

A cientista social Renata Éboli, convertida há 24 anos, enxerga a vida cristã como um caminho de aperfeiçoamento constante, e por isso não espera uma igreja “ideal”. Ela assinala que as fragilidades e limitações pessoais de cada crente são determinantes para a composição do Corpo de Cristo. “Mas sinto falta de uma igreja missionária e intercessora, de uma igreja que não só se alegre com os que se alegram, mas que sofra com os que sofrem”, confessa.

Obreira de uma missão na capital paulista, Renata gostaria de ver um maior envolvimento da igreja livre com o sofrimento da igreja perseguida, “pois a perseguição diz respeito a todos os cristãos e não é uma realidade apartada de nós”. Como outra preocupação, Renata cita o tema da ética. “Sinto falta também de uma igreja empenhada em formar o caráter de seus membros, ensinando a prática da ética cristã genuína”, conclui.

A anglicana Gaynor Smith sente falta de uma igreja mais participativa na sociedade e questiona: “Por que tanta violência, se nas grandes cidades tem tantos crentes? Por que a sociedade não é transformada?” Seu diagnóstico é que a igreja brasileira está acomodada, omissa, pouco misericordiosa e preocupada apenas com seus problemas.

Trabalhadora da área social, Gaynor sente falta de uma maior presença dos evangélicos no asfalto, nas comunidades faveladas e da solidariedade das igrejas locais com os deficientes: “Quantas igrejas têm rampas? Quantas têm tradução do sermão para a linguagem de sinais? E campanhas para adquirir cadeiras de rodas, quantas fazem? Mas qualquer campanha que traz benefício próprio atrai multidões”.

A Igreja de Cristo deve intervir onde puder, pensa Gaynor, inclusive na questão do aquecimento global: “Como evangélicos, devemos fazer a nossa parte em tudo, primeiro com intercessão e, depois, com uma ação integrada e transformadora. Mas se nas reuniões de oração das igrejas só aparecem cinco por cento dos membros, como sair do lugar?”, questiona.

Para o reverendo presbiteriano Éber Lenz César, por maiores que sejam as fraquezas e os defeitos que se possam encontrar, “a Igreja ainda é a noiva do Senhor e caminha ao encontro do Noivo buscando se aperfeiçoar sobre o tripé santificação, comunhão e missão”. Ele conclui citando a carta aos Efésios: “Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela para a santificar. Assim como Ele amou, nós também devemos amar a nossa igreja e nos santificarmos para que ela possa ser melhor a cada dia”.

19 de ago de 2009

Evangélicos sem Igreja - parte 2

PESQUISA MOSTRA A FORÇA DOS PEQUENOS GRUPOS

O cristianismo nasceu nas casas, como igreja doméstica, e foi desta maneira que impactou o mundo e chegou até Roma, tornando-se, por fim, uma religião. Em livro lançado nos EUA, sem previsão para o Brasil, o Dr. Carl Hurton analisa os resultados de sua pesquisa de doutorado em crescimento de igrejas, feita com líderes cristãos. Ficou constatado que as igrejas que ainda usam o sistema “tradicional” têm crescimento pequeno em relação às igrejas com células e aos grupos caseiros e familiares. De acordo com Hurton, “os pequenos grupos nos lares estão conquistando o mundo”.

O pesquisador demonstra que existe muita base bíblica para este modelo. “A Bíblia nos diz que a Igreja Primitiva congregava em reuniões grandes e nos lares (At 2.46, Rm 16.5). Esta prática foi sendo sufocada, mas da década de 1980 para cá temos visto um renovado interesse mundial pela igreja caseira”, ele afirma.

A primeira que alcançou repercussão foi a de Yoido, na Coréia do Sul, pastoreada por Paul Yonggi Cho. Esta igreja, de pequeno grupo, virou a maior igreja do mundo (800 mil membros), o que parece uma contradição. O método de células e ministérios descentralizados, no entanto, foi mantido, e a igreja de Cho se reúne inteira apenas um dia na semana em diversos cultos.

O livro analisa também o G12 (grupos de discipulado de 12 pessoas) que tem alcançado grande sucesso, desde sua criação na Colômbia. Hurton acredita que o retorno dos pequenos grupos e igrejas nos lares está contribuindo para a expansão do cristianismo, mas que cada líder deve buscar o próprio método com a ajuda do Espírito Santo. Ele assegura que os pequenos grupos não são apenas “uma onda”, mas uma alternativa viável para os impasses do crescimento na igreja evangélica.


Com 42 anos e solteira, a servidora pública Eliane Cavalcanti optou por se desvincular do “esquemão” e formar uma comunidade com irmãos também insatisfeitos nas igrejas: “O calor humano, o amor e a consolação funcionam bem melhor num pequeno grupo”, ela avalia. O Ministério Resgatando Vidas, no bairro de Jacarepaguá, no Rio, reúne crentes nascidos em igrejas históricas, como Eliane, e oriundos de igrejas pentecostais, mas todos com uma queixa em comum: a presença excessiva da “politicagem” e do dinheiro no dia-a-dia das grandes denominações. “Dinheiro é necessário, mas ele também corrompe o homem. Quando tudo é decidido em comunidade, o dinheiro é usado de forma menos mercenária”, Eliane explica, admitindo que os problemas ficaram mais complexos, agora que o grupo atingiu 60 membros.

PASTORES ADMITEM PROBLEMAS E APONTAM SAÍDAS

“Quanto do nosso tempo estamos investindo na ovelha? Ou só investimos na estrutura e na burocracia?”, observa o pastor JR Vargas

O pastor JR Vargas, da Igreja Presbiteriana Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, acha relevante a queixa da enfermeira Carla sobre o “cuidado com as ovelhas”. Ele reconhece que este cuidado pastoral é indispensável para que as pessoas se sintam amadas. “A ovelha tem que estar protegida dessas doenças que estão inundando as famílias”, ele afirma. “Quanto do nosso tempo estamos investindo na ovelha? Ou só investimos na estrutura e na burocracia?” Numa autocrítica corajosa, JR declara: “Precisamos visar gente. Mas há pastores que não querem fazer isso para não parecerem fracos”. E indaga: “Deus nos chamou para sermos executivos ou para sermos pastores?”. JR acredita que a razão de ser da Igreja é a obra missionária e, por isso, seu olhar deve estar voltado para atender os que estão de fora. E quando uma igreja está envolvida em projetos de acolhimento e de evangelização, as chances de aparecerem problemas diminuem muito.

Quanto à inquietação dos que estão trocando as igrejas pelos pequenos grupos ou ficando em casa, o pastor batista Wander Gomes lamenta e entende que o cristão escolha o tipo de igreja que lhe convém, mas lembra que “toda igreja saudável vai crescer um dia e, conseqüentemente, vai passar a ter mais problemas, e o evangélico insatisfeito vai ter que ficar mudando sempre de uma para outra”. Sobre o desejo de que a igreja evangélica seja um lugar de reflexão e meditação, Gomes concorda: “Poderíamos, sim, ter menos barulho, menos agitação. É uma coisa histórica a igreja ser vista como lugar de reflexão, mas estamos no século 21, que é um século barulhento. Então, é uma questão cultural estarmos com decibéis muito elevados”, justifica. Ele lembra que existem igrejas com liturgia mais silenciosa e que a pessoa deve adaptar sua natureza ao tipo de culto que mais lhe agrada.

Quanto aos deslizes éticos, o pastor batista reconhece que as queixas procedem. “Infelizmente é verdade. São muitos escândalos envolvendo dinheiro e pessoas enxergando a igreja como fonte de enriquecimento. Mas também não resolve ficar dentro de casa ou ir para um grupo pequeno porque isso não é igreja”, sentencia, lembrando que grupos não podem fazer certas ações da igreja, como batismo, celebração da ceia. Gomes aproveita para fazer sua própria crítica ao atual modelo: “Reconheço que a igreja atual praticamente serve ao cliente. A idéia é que a pessoa chegue não para contribuir ou para servir ao Senhor, mas para ser servida. O crente de hoje quer uma igreja self-service, que sirva a ele. Ele não quer uma igreja para participar, lutar, desenvolver dons e talentos para crescimento do corpo. Esta visão utilitária tem prejudicado bastante”, ele conclui.

Para o bispo Paulo Lockmann, a omissão dos evangélicos na questão da violência urbana, aventada por Gaynor Smith, é procedente. “Existem iniciativas pontuais, mas de modo geral os evangélicos estão omissos, sim, e nosso empenho para combater esse problema está abaixo da expectativa”. Para Lockmann, o povo evangélico poderia ter uma ação mais ordenada, uma política de pressão permanente sobre os governos, como fazem os católicos. “Com certeza, surtiria mais efeito do que estas passeatas”, ele diz. Do ponto de vista estratégico, Lockmann aponta o caminho das pastorais carcerárias para uma ação dentro dos presídios, pois “tudo vem de lá”. O bispo sente falta de uma organização que reúna as principais lideranças evangélicas como a extinta AEVB, que “naufragou porque estava centrada numa figura carismática”.


ADOLESCENTES E CRIANÇAS

A preocupação maior dos pais que têm filhos adolescentes tem sido encontrar uma igreja onde existam atividades específicas – como esporte, grupos de discussão, acampamentos e música – voltadas para essa faixa etária. Shirlei e Ricardo Farias chegaram a trocar de igreja quando seus dois filhos atingiram a adolescência e não havia ministério específico para eles. Hoje, se alegram ao ver Rafael, de 16 anos, e Eduardo, agora com 21, plenamente integrados e satisfeitos, participando, inclusive, como músicos da orquestra e da banda.

Rafael afirma que o convívio comunitário na igreja tem contribuído muito para seu crescimento em disciplina e compromisso. Nos grupos de adolescentes, com uma média de 50 rapazes e moças, ele participa de palestras e debates sobre temas como “relacionamento com os pais”, “acesso à Internet”, “ficar ou namorar?” e freqüenta as atividades esportivas, mas sente falta de um culto para adolescentes dentro da rotina da igreja (mesmo que uma vez por mês), para o qual se possa convidar a turma do colégio. Deseja também uma atividade nas casas, no meio da semana, para que os adolescentes possam estar juntos e “se fortificar na Palavra”. Na opinião de Ricardo e Shirlei, que já participaram de ministério nesta área, o culto dominical não é suficiente, em alguns casos, para integrar o adolescente à igreja. Para eles, são necessárias outras atividades de integração e comunhão com o grupo.

A psicóloga Ana Clara, 40 anos, por sua vez, vive uma crise no relacionamento com a igreja e admite que seu compromisso com o casal de filhos é um motivo forte para mantê-la congregada. “Confesso que estou insatisfeita com minha igreja. Tenho percebido pouca profundidade na pregação, que é totalmente lida. Quero aprender Bíblia e não acho que isso deva acontecer somente no espaço da EBD. Mas como tenho filhos pequenos, não posso deixar de ir à igreja e de levá-los simplesmente porque não gosto disso ou daquilo. Eles são meu principal campo missionário; por eles eu vou e permaneço para que criem vínculos e aprendam o Evangelho, já que o ministério infantil de lá é ótimo”, ela diz.


Sérgio de Carvalho, produtor cultural, sente falta de uma igreja “parecida com Jesus” que, para ele, pode estar em qualquer lugar e não apenas no templo

Ana Clara faz restrições à liturgia: “Me sinto em um happy hour e há pouca reverência”. Ela percebe seu crescimento espiritual “travado” e lamenta que sua igreja não a edifique. “Não sou a única a observar esses aspectos, mas ainda acredito que as coisas podem mudar e que eu posso ajudar nisso, embora me sinta desmotivada”. Apesar de tudo, a psicóloga, que cresceu em ambiente evangélico, reconhece que há tentativas de melhorar por parte da liderança, mas lança um questionamento em forma de crítica: “Será que é exigir demais estar numa igreja que tenha mais Bíblia na pregação e menos auto-ajuda?”.


O reverendo presbiteriano Éber Lenz César ressalta que assim como Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela para a santificar, todos devem amar sua igreja e se santificar para que ela possa ser melhor a cada dia

Continua amanhã...