2 de ago de 2012

O mal testemunho e a negação a Cristo andam juntos

Essa semana eu estava ouvindo a conversa de um grupo de adolescentes, eu não estava prestando a atenção na conversa alheia, ouvi porque eles estavam conversando perto de mim e uma das meninas do grupo me chamou muita atenção... ela afirmava para o grupo que ela não era da igreja, ela só ia na igreja, tudo porque o grupo estava zoando ela de crente, irmã, varoa. Era nítido que ela estava com vergonha de admitir para os amigos que era crente.
Reparei que os amigos estavam zoando ela porque ela não estava dando bom testemunho, ela estava cantando funk, desses altamente pornográficos dos dias de hoje. Então para se justificar, tentava explicar de todas as formas que só ia na igreja aos domingos, mas não fazia parte daquela igreja.

Aquilo doeu o meu coração. Será que ela tem noção do quanto é sério negar a Cristo? Porque você se envergonhar de fazer parte de uma igreja cristã é uma forma de negação a Cristo.

Lembrei de Pedro que assim como ela, negou a Cristo 3 vezes quando foi questionado se conhecia Jesus. Depois ele se arrependeu. Só naquela conversa ela negou a Cristo mais de 3 vezes. Desejei do fundo do meu coração que um dia ela também se arrependa por isso.

No Evangelho escrito por Mateus, Jesus diz no capítulo 10:32-33

"Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu pai, que está nos céus."


Negar a Cristo é "pedir" para ser negado por Ele diante de Deus.

Se aquela jovem não tivesse dando mal testemunho e até mesmo se ela realmente amasse a Cristo, no lugar de negar, ela aproveitaria a oportunidade para pregar as boas novas.

Quando os amigos começaram a chamar ela de irmã e varoa, como uma verdadeira cristã, a resposta dela poderia ser essa:
Sou irmã sim, graças a Deus e sou muito feliz por reconhecer que Jesus morreu naquela cruz para que eu e você pudéssemos ser perdoados pelos nossos pecados. Ser irmã é maravilhoso, pois eu sinto o amor que Deus tem pela minha vida e é esse amor que faz de mim uma pessoa feliz. Amo estar na casa de Deus, não só aos domingos, mas todos os dias de culto, pois lá eu aprendo muito sobre Deus e assim posso ajudar outras pessoas a conhecer esse Deus maravilhoso! Você também deveria se tornar um irmão, você seria uma pessoa muito melhor...


Fica a dica!

Autora: Vanessa Lopes