17 de jun de 2009

Kaká: Exemplo de Amor pela palavra de Deus.

Dono de uma trajetória fulgurante no futebol, o jogador do
Real Madri e da Seleção Brasileira, Ricardo Izecson dos Santos Leite, o popular Kaká, de 26 anos, tem servido de exemplo para grande parte dos cristãos no país. Em contato com a bíblia desde pequenino, ele reverencia os ensinamentos sagrados por todas suas conquistas dos últimos anos. Em agradecimento a Deus pelo sucesso na carreira, o craque chegou até a doar o troféu de melhor jogador do mundo, conquistado em 2007, para a igreja que frequenta. Nos períodos em que fica longe da família, devido a compromissos profissionais, o Livro Sagrado é seu companheiro inseparável. "Sempre estou lendo e meditando na palavra de Deus", afirma o craque.
Na entrevista a seguir, concedida com exclusividade a ABNB, Kaká dá seu testemunho de fé, ressalta a importância da bíblia em sua vida e cogita até pregar a Palavra de Deus no futuro.


ABNB: Quando e como foi seu primeiro contato com a Bíblia?
Kaká: Tenho contato com a Bíblia desde que nasci, meus pais sempre me contavam histórias da bíblia e sempre me educaram com os valores bíblicos.

ABNB: Com que frequência você lê a bíblia? E qual tradução bíblica você mais gosta de ler?
Kaká: Leio a Bíblia sempre que posso. Levo a Bíblia em todas as minhas concentrações e viagens com o time do Real Madri. Sempre que posso estou lendo, estudando e meditando na Palavra de Deus. Gosto da tradução de Almeida Revista e Atualizada.

ABNB: Costuma orar ou ler a bíblia antes de entrar em campo?
Kaká: Leio na concentração antes de ir para o jogo. Isso me dá paz de espírito para entrar em campo e jogar bem.

ABNB: Qual passagem bíblica você mais gosta?
Kaká: Não tenho nenhuma passagem ou versículo preferido, pois em cada momento da minha vida há uma passagem, um versículo, um livro que Deus usa para ministrar, ensinar, exortar a minha vida e os meus caminhos.

ABNB: Qual é a importância da Bíblia e de Deus em sua vida pessoal e profissional?
Kaká: Deus é a minha vida. Já não vivo eu, mas Cristo vive em mim. E, para isso, preciso cada vez mais entender aquela que é a Palavra de Deus, a Bíblia.

ABNB: Como você agradece a Deus suas conquistas?
Kaká: Agradeço consagrando a Ele tudo que Ele tem me dado.

ABNB: Quando parar de jogar futebol, você pretende algum dia atuar como pastor, pregando a Palavra de Deus?
Kaká: Não sei ainda o que vou fazer quando parar de jogar futebol. Amo a Bíblia e quero sempre aprender mais. Gosto de compartilhar com os outros o que Deus tem feito na minha vida. E se for da vontade de Deus que eu me torne pastor, assim será.

ABNB: De que maneira você prega a Palavra de Deus para outras pessoas no seu âmbito familiar, de trabalho e convívio social?
Kaká: Evangelizo principalmente testemunhando, através das minhas atitudes e comportamento. E, claro, sempre que tenho oportunidade, com a palavra.


Fonte: Revista A Bíblia no Brasil
Nº 223 - de abril a junho de 2009


******************************************************


Contribuição do irmão Rogério Soares.

2 comentários:

Rogério S. Soares disse...

Podemos ver neste brilhante testemunho a estória de um jovem determinado, fiel e temente a DEUS, que tem em suas mãos tudo que um homem precisa para aproveitar os prazeres mundanos, assim como fazem os diversos atletas, jogadores, artistas, etc.
Porém, este jovem escolheu o melhor, que é servir DEUS. Daí, podemos ver que este é o segredo do seu sucesso. Pois, mesmo diante de tantos amigos, não se contaminou com o que é mal, mantendo-se assim fiel ao seu SENHOR.
Há pouco tempo, lemos em jornais, de que o trofeu que ganhou de melhor jogador do mundo, foi ofertado ao SENHOR JESUS e mantido à exposição numa igreja para que todos vejam a Glóra de DEUS.
Assim, que possamos ser exemplo como este jovem que escolheu o melhor da vida, pois escolheu o próprio SENHOR DA VIDA.
Sejamos fieis à DEUS, e Ele será fiel a cada um de nós.

Graça e paz!!!

Vanessa disse...

É muito bom esse tipo de depoimento, pois nos faz ter cada vez mais certeza da importância que tem estamos sempre em contato com a palavra de Deus, não só na hora do culto, mas em todo tempo.