15 de mai de 2009

A Bíblia e o Celular


Já imaginou o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia do jeito que tratamos o nosso celular?
E se sempre carregássemos a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa?
E se déssemos uma olhada nela várias vezes ao dia?
E se voltássemos para apanhá-la quando a esquecemos em casa, no escritório...?
E se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos?
E se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela?
E se a déssemos de presente às crianças?
E se a usássemos quando viajamos?
E se lançássemos mão dela em caso de emergência?
Mais uma coisa:
Ao contrário do celular, a Bíblia não fica sem sinal. Ela 'pega' em qualquer lugar.
Não é preciso se preocupar com a falta de crédito porque Jesus já pagou o preço e os créditos não têm fim.
E o melhor de tudo: não cai a ligação e a carga da bateria é para toda a vida.

Buscai a Deus enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto!


Contribuição do irmão Mauro!

Um comentário:

Rogerio Souto disse...

Pois é, mas tem muito cristão que deixa a biblia igual ao celular de muitos. Sempre sem bateria, sem sinal e sem créditos, quando ela está dentro das gavetas, dos armários e quase não são utilizadas.

O bom seria se a biblia tivesse campanhia ou despertador e a cada dez minutos tocasse a campanhia para que pudessemos "mediatar nela dia e noite"

Pense nisso: que possamos meditar na Palavra dia e noite.