6 de mai de 2009

A LEI DO RECONHECIMENTO: A coisa mais importante em sua vida é o reconhecimento da voz do Espírito Santo


Bom tarde jovem, tudo na paz?
Hoje eu vou deixar para você como dica, um livro excelente que o irmão Gláucio me emprestou.

Livro: A Lei do Reconhecimento

Autor: Mike Murdock


“Tudo o que você precisa em sua vida já faz parte dela; Simplesmente aguarda seu reconhecimento”

Mike Murdock




A Coisa Mais Importante Em Sua Vida É O Reconhecimento da Voz do Espírito Santo.


A voz dEle é a única que verdadeiramente importa.


Ninguém pode conversar com Deus por você.

É por isso que o salmista exclamou: “Ó Deus, tu és meu Deus, eu te busco intensamente; a minha alma tem sede de ti! Todo o meu ser anseia por ti, numa terra seca, exausta e sem água. Quero contemplar-te no santuário e avistar o seu poder e a tua glória” (Sl 63:1-2).


O que você ouve primeiro determina o que você falará depois.

  • Ouça a voz dEle antes de ouvir as necessidades de sua família. Você sabe, a voz dEle produzirá a confiança que você necessita para cuidar da família.
  • Ouça a voz dEle antes que o médico entre na sala com notícias de descrença e de dúvida.
  • Ouça a voz dEle antes que os outros tenham a oportunidade de afetá-lo.
  • Ouça a voz dEle, em vez das palavras críticas de outras pessoas que desejam tirar seu foco e destruir sua auto-confiança.
  • Ouça a voz dEle, e suas atitudes mudarão milagrosamente em direção à fé, à vitória e à esperança.
  • Ouça a voz dEle antes de ouvir a voz dos céticos. Sua fé é o portão para o seu futuro.
  • Ouça a voz dEle antes de ouvir as ideias e sugestões daqueles próximos a você. As ideias não são ordens.
  • Ouça a voz dEle antes de comprometer seu tempo, seu dinheiro ou seu entusiasmo com os homens.
  • Ouça a voz dEle antes de fazer qualquer mudança drástica e significativa em sua vida ou em seu ministério.

O reconhecimento da voz dEle permite que você saiba qual é a sua tarefa, que conheça as armadilhas e que revele sua fé para a próxima estação de realizações de sua vida.


(Páginas 22 e 23)


Nenhum comentário: